Caracterização

AMOREIRA DA GÂNDARA
A freguesia de Amoreira da Gândara é uma freguesia do concelho de Anadia, ocupa uma área total de 8,6 Km2 e possui uma densidade populacional de 161,2 habitantes por quilómetro quadrado.
 
Situada a Norte do Concelho de Anadia, confina com as freguesias de Ancas, São Lourenço do Bairro, Oliveira do Bairro, Vilarinho do Bairro, Paredes do Bairro, Sangalhos, Troviscal e Mamarrosa.
 
É composta pelos lugares de Amoreira da Gândara, Portouro, Madureira, Madureirinha, Ribeirinho, Ribeiro da Gândara,  Relvada e São Martinho, onde Portouro é o lugar mais antigo desta Freguesia.
 
PAREDES DO BAIRRO
A freguesia de Paredes do Bairro, ocupando uma área de 673 há, tem uma densidade de 162,3 hab/km², distando 7 quilómetros da sede concelhia, Anadia. Localizada no centro da Bairrada, confina a Norte, a partir do Ribeiro da Gândara, pelos actuais limites da freguesia de São Lourenço do Bairro, a Nascente, pela linha férrea, caminhos do adro e da igreja, valas de Cavalhinho e Brejo, EN 333/1 e vala do Vale de reis até Termeão; a Sul, de Termeão pelos caminhos do Linteiro, Covada, Marreca e Are até à EN 602/1 e, seguindo pela EN 602 até Pena Negra; e a Poente, pelo caminho da Pena Negra até ao Ribeiro da Póvoa, caminho do Pardeeiro e vala da Sapata até ao Ribeiro da Gândara.
Paredes do Bairro faz fronteira com as Freguesias vizinhas de Sangalhos, Ancas, Amoreira da Gândara e São Lourenço do Bairro, todas eleas pertencentes ao Concelho de Anadia.
 
ANCAS
Ancas é uma freguesia portuguesa do concelho de Anadia, distando da sede de Concelho 6 km. Tem 6,34 km² de área e uma densidade de 119,4 hab/km². Confronta com as Freguesias de Paredes do Bairro, São Lourenço do Bairro, Mogofores, Sangalhos e Amoreira da Gândara.
Ancas assenta numa pequena e dada a sua localização sugere-nos a existência de civilização castreja e dolménica nos arredores.
 
Com um clima mediterrânico/atlântico, caracterizado por Verões com dias quentes e noites frescas, Ancas, terra das uvas, das vinhas e de grandes vinhos, é uma região de colinas suaves, soalheiras e barrentas, cujos limites naturais são os areais da orla marítima e as serras do Buçaco (Bussaco-Bos Sacrum dos romanos) e a do Caramulo.

 

A região é formada por solos de constituição mineral de diferentes épocas geológicas onde predominam os terrenos pobres, que variam desde os arenosos aos argilosos, encontrando-se também os franco-arenosos. A vinha é cultivada predominantemente em solos de natureza argilosa e argilo-calcária.